Skip to content

Considerações inteligentes para a formação remota da sua equipa

Durante as duas últimas décadas, as aulas e os seminários on-line tornaram-se numa possibilidade pouco usada nos programas empresariais de formação e desenvolvimento. Mas na era COVID-19, a procura pela formação remota da força de trabalho aumentou. Um dos principais motivos: alguns colaboradores remotos acham a comunicação, colaboração e produtividade mais desafiadora num ambiente de escritório em casa.

A questão é ainda mais premente para qualquer organização que tenha alta percentagem da sua força laboral em casa. Atualmente, os colaboradores precisam de mais apoio do que nunca. Afinal, é mais difícil colaborar ou concluir um projeto quando não pode entrar no escritório do colega com uma pergunta. As empresas não podem simplesmente esperar até que os escritórios físicos reabram e a formação presencial retome.

Outro dos factores que fazem com que seja o momento ideal para aumentar a formação remota das suas equipas é que os colaboradores podem ter mais tempo livre. Sem terem de fazer as suas deslocações diárias e ao ter menos atividades externas, têm mais flexibilidade para aproveitar as oportunidades de formação.

A pandemia é um excelente momento para investir em formação remota, mas também existem vários fatores que as empresas devem considerar ao elaborar um plano de formação.

Os reais benefícios da formação remota da força de trabalho

De uma forma geral, a formação da força de trabalho ajuda as empresas a criar conjuntos de capacidades numa ampla variedade de assuntos. A formação remota da força de trabalho oferece alguns benefícios adicionais:

Económica: as sessões de formação remota geralmente são menos caras que as aulas presenciais, pois não há necessidade de ter os custos das viagens ou um local físico dedicado.

Conveniente: Os funcionários podem participar na formação a partir de qualquer lugar – em casa, na estrada ou no escritório. Naturalmente, a formação remota é particularmente adequada ao mundo do distanciamento social, mas é igualmente conveniente quando os funcionários regressarem ao escritório.

Personalizável: como a formação remota está disponível em vários formatos, os colaboradores podem criar um currículo personalizado para as suas necessidades específicas.

Escalável: é mais fácil adicionar mais opções, em termos de variedade e de programação, ao trabalhar com formação remota.

Como a formação remota da força de trabalho é fácil e conveniente, é mais provável que os seus colaboradores participem. Eles podem selecionar tópicos que lhes agradem, e ter a formação num momento conveniente e no seu formato preferido.

O que considerar no seu plano de formação remota

Ao oferecer sessões de formação remota, há que ter em conta vários fatores. Por exemplo: quais são as dificuldades com as quais os seus colaboradores mais se debatem? Quais são os seus formatos preferidos de aprendizagem? A forma mais simples de responder a essas perguntas é consultar diretamente a fonte: pergunte aos membros da sua equipa. Depois de receber a contribuição deles, pode oferecer a combinação certa de sessões para fornecer o tipo e o formato de conteúdo que responde às necessidades da sua equipa.

Ao planear, deve colocar três áreas no topo da sua lista de considerações: formatos de formação, engagement e tópicos.

Essas opções permitem que os colaboradores aprendam com o estilo e programação que melhor funcionam para a sua realidade

Formatos de formação

A formação on-line de hoje está disponível numa ampla variedade de formatos, incluindo:

Orientada por um formador: um vídeo em direto ou uma sessão pré-gravada. Sessões de ritmo individual: sessões de áudio ou vídeo que permitem que os participantes se movam ao seu próprio ritmo.

Webinars: vídeos pré-gravados que os colaboradores podem visualizar quando quiserem.

Partilha de ficheiros: espaços com documentos partilhados que têm os materiais de formação para os colaboradores acederem quando quiserem.

Área de trabalho remota: demonstrações ao vivo realizadas depois de um funcionário passar o controlo do seu ecrã para um moderador.

Podcasts: os funcionários ouvem as gravações de áudio e aprendem.

Engagement

A formação remota tem inúmeras vantagens, mas apenas se os colaboradores estiverem empenhados e atentos. Isso nem sempre é fácil. Por exemplo, os formadores acham que é necessário mais esforço para criar uma sessão remota interativa do que uma sessão pessoal. Os participantes podem ficar mais distraídos com o ambiente e, portanto, acham mais difícil concentrar-se. Possíveis dificuldades técnicas também podem causar estragos.

As empresas podem superar esses desafios partilhando algumas diretrizes. Práticas simples, como, por exemplo, o silenciar o telefone, podem ajudar os participantes a manter o foco. Além disso, quando projetadas adequadamente, as sessões remotas promovem um grande engagement ao partilhar arquivos, ter chat online e fazendo discussões em grupo. Para manter o envolvimento alto, a McKinsey recomenda as seguintes práticas:

Antes da sessão:

  • Teste a tecnologia.
  • Facilite o acesso (por exemplo, forneça números de ligação local e links Web com antecedência).
  • Designe um moderador para responder a perguntas.
  • Forneça os materiais de formação com antecedência.

Durante a sessão:

  • Use os recursos da tecnologia de comunicação, como chat ou pesquisas on-line, para interagir com os participantes.
  • Aproveite a tecnologia de vídeo para se comportar como faria durante numa sessão pessoal.

Após a sessão:

  • Forneça os materiais de acompanhamento conforme necessário.
  • Peça feedback.
  • Solucione problemas técnicos antes da próxima sessão.
Tópicos

A formação remota da força de trabalho é adequada para diversos tópicos, desde cursos de liderança e gestão até manuseamento de software. Mas, para a necessidade premente de hoje – como ajudar a sua força de trabalho a comunicar e a colaborar de forma mais eficaz enquanto trabalha em casa, a formação deve ser focada nas ferramentas e na tecnologia de comunicação unificada. Ao aprender dicas e truques, como por exemplo, como atribuir tarefas, partilhar ficheiros e criar agendas para reuniões, os funcionários podem conectar-se e trabalhar juntos tão facilmente como se estivessem no escritório ao lado.


Toda a formação Mitel, realizada no froamto de auto-formação individual pode ser realizada gratuitamente até 31 de agosto de 2020

Os parceiros e os clientes da Mitel têm agora a oportunidade de desenvolver as suas capacidades técnicas no que respeita ao portfólio da Mitel de forma gratuita. Para apoiar o seu investimento em formação, a Mitel está a oferecer toda o formação individualizada e personalizada até 31 de agosto de 2020. O desconto inclui certificações para MiCollab e Mitel Border Gateway (MBG), que são soluções ideais para permitir que os colaboradores remotos façam o seu trabalho de forma mais eficiente e eficaz.

Os clientes que procurem soluções de trabalho remotas podem aprender mais sobre o MiTeam Meetings, que combina mensagens, voz e vídeo numa solução integrada. A formação em vídeo sobre esta experiência de comunicação verdadeiramente colaborativa está disponível em learn.mitel.com.

Para apoiar ainda mais os nossos parceiros que procuram formação numa sala de aula, a Mitel converteu todas as próximas sessões numa sala de aula remota, ministradas por formadores, fornecendo conteúdo i e experiência prática dênticos, através da utilização de uma infraestrutura de “sala de aula na cloud”.

Até agora, os nossos parceiros e clientes estão a considerar a formação remota da Mitel tão benéfica, que muitos estão a solicitar acesso a mais conteúdos.

“Na semana passada, participamos numa sessão de formação técnica do Mitel MiVoice 5000 e MiVoice Office 400 organizada remotamente”, disse Frédéric Bousquet, diretor-geral da ARAMIS Télécom. “A experiência educacional, a disponibilidade e a flexibilidade das equipas dos centros de formação da Mitel France convenceram-nos a solicitar uma nova formação para um novo técnico esta semana”.

A formação remoto da força de trabalho permite que as empresas invistam na equipa agora, quando os funcionários mais precisam. Considere os fatores acima ao estruturar o seu plano de formação e mantenha a sua força de trabalho produtiva, dedicada e conectada.

Achou este artigo útil? Partilhe:
Tópicos
Artigos Mais Lidos
Subscrever newsletter
Artigos Relacionados

Melhorar as comunicações empresariais para o mundo pós-pandémico

Se a sua casa estivesse a arder, passaria meia hora a escolher a roupa certa para vestir para os bombeiros?
Ler mais

5 hábitos a cultivar na transição para o trabalho híbrido

À medida que entramos na era pós-pandémica, muitos de nós regressaremos a um local de trabalho híbrido, onde se espera que passemos alguns dias no escritório e alguns dias a trabalhar a partir de casa.
Ler mais

Vale realmente a pena um plano de continuidade de negócios?

As empresas subestimam frequentemente a necessidade de um plano de continuidade que as possa ajudar a sobreviver a todo o tipo de catástrofes. Ninguém nota a sua falta antes da catástrofe ocorrer, e depois já é demasiado tarde para fazer alguma coisa.
Ler mais

Omnicanal – Único Ponto de Contacto | Sessão 1

A importância da tecnologia de Omnicanal (Único Ponto de Contacto) foi o mote da primeira sessão do Customer Experience – Shaping the Future Together.
Ler mais