Skip to content

Na saúde, menos dispositivos significa melhor colaboração

Mesmo antes de os profissionais de saúde começarem a lutar contra o vírus COVID-19, os sistemas hospitalares começaram a avaliar a melhor forma de modernizar as suas comunicações. No Reino Unido, por exemplo, o Secretário de Saúde do governo estabeleceu uma meta de eliminar todos os pagers usados ​​pelo Serviço Nacional de Saúde (NHS) até 2021.

Com todos os desafios que os profissionais de saúde enfrentam hoje, a comunicação com os colegas e os pacientes não deve ser um deles. No entanto, a equipa do hospital ainda depende de equipamentos desatualizados que não respondem aos desafios exclusivos do ambiente atual de saúde. Com leis de privacidade rígidas em vigor, os médicos que precisam partilhar informações do paciente também devem ter ferramentas que garantam a privacidade dos dados. As equipas médicas precisam enviar mensagens em grupo para agilizar o atendimento.

No entanto, a realidade é que muitas equipas médicas ainda usam vários dispositivos. Por exemplo, os médicos da equipa podem andar munidos de dois telemóveis – um para o trabalho e outro para uso pessoal. Também é provável que tenham vários pagers para que colegas de diferentes unidades e escritórios possam contatá-los rapidamente.

Uma solução de comunicação unificada pode reduzir a necessidade dos profissionais de saúde transportarem vários dispositivos. Steven Lawrence, chefe da área de saúde da Mitel no Reino Unido, partilhou algumas das formas como as comunicações na cloud permitem que as equipas médicas colaborem com maior rapidez e eficácia num ambiente seguro.

Um dispositivo, vários canais, fácil colaboração

Uma vantagem de ter um sistema de comunicações seguro na cloud é que é possível a colaboração em vários canais a partir de um único dispositivo. Quer estejam sentados num desktop, a trabalhar num laptop ou num tablet, ou a ver no seu telemóvel, os profissionais de saúde têm acesso a um painel pessoal seguro na Web.

Nesse ambiente, podem discutir vários casos de uma forma segura com a equipa ou com os pacientes, usando voz, e-mail, chat, SMS e videoconferência. Os profissionais podem partilhar ficheiros com colegas e aceder aos registros dos pacientes. As informações que antes eram armazenadas em áreas separadas da empresa, podem agora ser acedidas num local central.

A comunicação é muito mais simplificada. O MiCollab, plataforma de software de colaboração da Mitel, por exemplo, permite à equipa médica ver rapidamente quais os colegas que estão disponíveis no momento e contatá-los através de vários métodos.

Além disso, os médicos e a equipa podem criar grupos de pesquisa e resposta para garantir que nenhuma chamada fique sem resposta e os colegas possam entrar em contato uns com os outros de uma forma simples. Por exemplo, num grupo de toque, todos os números de telefone, extensões ou telefones físicos tocam simultaneamente quando uma chamada é recebida. Qualquer membro da equipa médica que faça parte desse grupo de toque pode responder, tornando esta numa forma eficaz de chegar a várias áreas ou locais. Por outro lado, os grupos de pesquisa encaminham as chamadas recebidas para um grupo de utilizadores até que alguém resposta. Esse recurso é especialmente útil para médicos que estão de plantão, que podem alterar o seu status diretamente nos seu painel pessoal.

Como funciona? Digamos que um médico que já saiu do trabalho, volta. No seu painel pessoal, muda o seu estado de “Ausente” para “Presente”. O seu telemóvel torna-se então no seu dispositivo de chamada principal. O médico também mantém o seu número de telefone exclusivo, que permite que alguém externo o possa contactar diretamente.

Um único ponto de acesso significa uma melhor colaboração

Há outro benefício em ter um único ponto de acesso para comunicações: menos para transportar. “Pode aceder a vários grupos de toque e a grupos de pesquisa num dispositivo, que substitui todos os seus dispositivos e pagers”, disse Lawrence.

As organizações de saúde estão sob uma incrível pressão para atender os pacientes durante esta pandemia. O MiCollab ajuda os profissionais de saúde a comunicarem entre si de uma forma fácil, eficaz e rápida.

“Muitas vezes pensamos que a tecnologia que fornecemos não tem influência nos resultados da equipa e nos pacientes, mas tem”, disse Lawrence. Uma vez, um hospital disse que “usar o softphone da Mitel salvou vidas”.

Achou este artigo útil? Partilhe:
Tópicos
Artigos Mais Lidos
Subscrever newsletter
Artigos Relacionados

Formas simples em como tecnologia touchless melhora as ligações

Durante vários anos, os consumidores puderam pedir, pagar e retirar o seu café, entrar num Uber pré-pago e receber a confirmação do seu último pedido da Amazon. Tudo na conveniência do seu dispositivo móvel.
Ler mais

As 10 maiores tendências em tecnologia para o turismo em 2021

Há muito tempo, os hotéis, móteis e outras empresas da área hoteleira ocupavam um espaço bastante simples na vida das pessoas - eram um espaço para os hóspedes terem a sua cabeça longe de casa.
Ler mais

8 dicas para ultrapassar esta época festiva em confinamento

A segunda vaga do COVID-19 tomou conta de todos. Nos EUA, o número de casos diários está aumentar, enquanto que em Inglaterra e na Europa Ocidental foram reintegradas medidas de
Ler mais

O valor do software assurance

A maioria das empresas percebe o valor do Mitel Software Assurance, que garante a tranquilidade de receber atualizações de software e o suporte técnico e que, se precisar de ajuda, basta um telefonema.
Ler mais