Skip to content

Quer uma migração cloud bem sucedida? O planeamento faz toda a diferença

Ao longo dos últimos meses, escrevemos vários artigos e organizámos vários webinars que descrevem os “porquês” de levar os seus sistemas de comunicação para a cloud. 

Por esta altura, já deve estar a pensar: “Muito bem, estou convencido. Mas como faço isso?”. 

O “como” é talvez a questão mais importante na sua transição para a cloud. Embora existam enormes benefícios nesta transição, também podem existir desafios significativos. Cada passo nesta sua viagem vai ser importante, e nem todas as empresas vão conseguir fazer a viagem da mesma forma. 

Algumas empresas podem estar prontas, dispostas e capazes de fazer toda a viagem numa só fase. Outros poderão ter de adotar uma abordagem mais cautelosa, passo a passo, numa linha temporal mais longa. As chaves do sucesso estão em adaptar a sua abordagem às necessidades do seu negócio, definindo claramente onde está, onde quer estar, e como pretende chegar lá.  Para lançar as bases de uma migração suave e eliminar os trade-offs, as empresas devem completar 3 passos-chave: 

  1. Construir um plano abrangente apoiado em objetivos claros;
  2. Prosseguir com atividades internas para preparar o terreno para o sucesso;
  3. Obter orientação de um parceiro de confiança.

Planeie o seu caminho antes de embarcar na viagem

Tirar o máximo partido da sua mudança para a cloud vai requerer que tenha uma compreensão clara do seguinte: 

  1. Quais são os seus objetivos? É importante compreender exatamente o que está a tentar com esta sua mudança para a cloud, e assim tornar os seus objetivos tão mensuráveis quanto possível. Por exemplo, um objetivo-chave pode ser o de tirar partido da maior segurança que a cloud oferece. Se assim for, documente as questões específicas de segurança que espera evitar ou atenuar. Os seus objetivos podem também incluir a melhoria da qualidade e da fiabilidade do seu ambiente de trabalho remoto. Com um número crescente de empregados a trabalhar a tempo inteiro ou parcialmente a partir de casa, é essencial assegurar que se mantêm ligados, independentemente da localização ou dos dispositivos que estão a utilizar. 
    Na sua viagem para a cloud, procure formas de medir as melhorias na produtividade e satisfação dos trabalhadores à distância. E se a sua empresa está a fazer a transição para a cloud com vista a assegurar que os colaboradores tirem partido do software e ferramentas da próxima geração, antecipe as melhorias de produtividade que poderá ganhar quando estes tiverem acesso às últimas atualizações e funcionalidades, bem como a poupança de custos que poderá conseguir pelo facto de o departamento de TI já não precisar de efetuar manutenção dos sistemas. Olhe além da data em que se espera que a sua migração esteja completa. Identifique onde pretende estar no próximo ano, em três anos e em cinco.
  2. Quais são os seus prazos e marcos? Traçe o percurso passo-a-passo que faz sentido para o seu negócio. Pergunte a si mesmo: “Em que ordem devem ocorrer as etapas para assegurar uma migração suave e a perturbação mínima do negócio”? Identifique quando necessitará de certas características, e assegure-se de que as linhas temporais são realistas. 
  3. Quais as potenciais perturbações empresariais que pode antecipar e qual é o seu “Plano B?” Até nos melhores planos podem ocorrer perturbações. Ter um plano B para mitigar e minimizar esses riscos dar-lhe-á paz de espírito. Talvez antecipe que parte do seu sistema não esteja disponível, uma vez que está a ser atualizado. Qual é o seu plano de trabalho? Identificar que perturbações involuntárias poderão ocorrer. Quais são as mais prováveis, com base nos seus objetivos e viagem planeada? Quando poderão ocorrer, com base na sua linha temporal? Elaborar um plano tecnológico e de pessoal que aborde o que pode fazer se ocorrerem, e quando precisará de estar preparado.

Ações a realizar antes de migrar

É aconselhável que algumas empresas comecem a sua viagem para a cloud através de ações preliminares e internas. Estas atividades podem estabelecer uma base sólida para a eventual mudança. Por exemplo:

  1. Consolidar múltiplos sítios e serviços SIP para que o seu negócio funcione mais facilmente;
  2. Identificar e captar o conhecimento institucional que facilitará a viagem. É difícil mover a informação para a cloud a partir do cérebro de alguém!

Entre em contacto com os principais interessados dentro da sua empresa que possam ter requisitos específicos. Falar internamente vai ajudá-lo a determinar o que os diferentes departamentos poderão precisar. Poderá descobrir requisitos que não tinha pensado e mitigar os riscos que poderia não ter considerado.

Escolha um Parceiro Flexível e Conhecedor

Não há uma viagem igual para a cloud. Algumas empresas têm sistemas existentes que podem aproveitar, com tecnologias baseadas na cloud, e assim manter a infra-estrutura existente. Outras serão mais bem servidas se se esforçarem diretamente pela integração total na cloud. Diferentes regiões, diferentes estruturas verticais e diferentes dimensões e histórias empresariais vão desempenhar um papel na forma como uma empresa específica aborda a cloud. 

É por isso que ter um parceiro flexível e conhecedor é imprescindível. O parceiro certo pode compreender os seus requisitos específicos e ajudar a identificar quais os sistemas que podem ser melhor adaptados a um lift-and-shift direto para a cloud. Esse parceiro pode também ajudá-lo a determinar quais as aplicações herdadas que não devem ser transferidas para a cloud neste momento, ou mesmo nunca. 

Enquanto a cloud oferece muito valor e muitas oportunidades, se se sentir pressionado por um parceiro com uma abordagem de ou cloud ou nada, pode significar mais dores de cabeça, frustrações e custos. Cada passo na sua viagem deve trazer valor ao seu negócio. Um bom parceiro pode ajudá-lo a descobrir qual a abordagem que funciona melhor para si agora, e qual a abordagem que vale a pena.

Um bom plano permite-lhe ter o seu bolo, e comê-lo também

Na vida, as mudanças levam frequentemente a contrapartidas. Na sua mudança para a cloud, isto não tem de ser assim. Muitas vezes, as aparentes contrapartidas na migração para a cloud são o resultado de se mover demasiado depressa com muito pouca informação. Uma mudança para a cloud pode, e deve, satisfazer as suas exigências empresariais. 

Olhe para a segurança. Muitas violações da segurança na cloud são na realidade o resultado de configurações erradas durante o processo de migração. Não têm nada a ver com a própria cloud, que é provavelmente mais segura do que os servidores internos da grande maioria das empresas. Na verdade, a maioria das empresas beneficiará da melhoria da segurança da rede oferecida pela cloud, desde que a migração não seja apressada.

Em última análise, fazer uma migração suave para a cloud significa fazer muitas perguntas e investir tempo e esforço na construção de um plano personalizado. Os nossos especialistas em vendas e parceiros certificados estão prontos, dispostos e capazes de o ajudar a mapear o seu caminho para a cloud e assegurar uma transição suave e bem-sucedida. Quer começar hoje? Fale connosco!

Informações imprensa

Para mais informações contactar EDC – Design e Comunicação

Achou este artigo útil? Partilhe:
Tópicos
Artigos Mais Lidos
Subscrever newsletter
  • Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.
Artigos Relacionados

Prémios de Produtos, Programas e Pessoas da Mitel em 2024 (até agora)

Durante os primeiros seis meses de 2024, tivemos que encontrar um pouco mais de espaço no manto. Os produtos, programas e pessoas da Mitel continuam a receber prémios e reconhecimento
Ler mais

Mitel nas notícias: 6 histórias que pode ter perdido em junho

Saudações, leitores! Para os que vivem no Hemisfério Norte, junho marcou o início oficial do verão e uma oportunidade privilegiada para muitos de nós desconectarmos e relaxarmos. Quer se trate
Ler mais

Fora do escritório? Como escrever a mensagem OoO perfeita

Independentemente da época do ano, há sempre muitas razões para estar fora do escritório (OoO – Out of Office). Quer se trate de uma viagem de trabalho, de uma licença
Ler mais

Recap do Mitel Next International 2024: Obrigado, Barcelona!

A Mitel continuou os seus eventos anuais Next Partner com uma paragem em Barcelona, Espanha, para reunir parceiros de muitos países que abrangem a nossa região internacional. A agenda e
Ler mais